Cidades


Notícias



Colunistas


Notícias

Jerônimo diz que projeto do Estado é ter escolas culturais, não militares

Secretário estadual de Educação (SEC), Jerônimo Rodrigues acredita que a proposta de escolas culturais, modelo do governo do Estado, é o que será aplicado, contrapondo as escolas cívico-militares do governo federal. 

"Se estamos tratando de disciplina e insegurança, temos a proposta de ecolas culturais, com o dia inteiro com prática de esporte, cultura, é esse o modelo da gente. É nesse aspecto, em tempo integral na ocupação do estudante. Não temos intenção em ampliar (escolas cívico-militares), até porque não temos pessoas suficientes na Polícia Militar para fazer isso", analisou o secretário ao Bahia Notícias. 

Jerônimo disse que houve um convite para apresentar as escolas cívico-militares e contar a experiência com esse tipo de escola. "São mais municipais, são poucas, não temos inserção sobre isso. É uma agenda municipal, onde os reservistas participam da gestão, não temos influência", comentou. 

"A demanda é mais das famílias que dos estudantes, que se sentem seguras e entendem que o modelo disciplinar ajuda na conduta. Não tenho um estudo da aceitação dos estudantes, é forte por parte das famílias. E por parte de professores também há resistência (às regras rígidas) pela roupa e corte de cabelo, a tatuagem, isso enfrenta a liberdade. Hoje em dia na PM tem gente que tem, precisamos aprofundar esse tema", concluiu.Bahia Noticias


Categorias

Bahia Brasil Polícia Política

Enquete


PodCast