Cidades


Notícias



Colunistas


Notícias

Euclides da Cunha: Ex-prefeita nega uso indevido de recursos recebidos de precatório

A ex-prefeita de Euclides da Cunha, no nordeste baiano, Maria de Fátima Nunes Soares (PSD) declarou que não responde a “nenhum processo judicial”. Nesta quinta-feira (8), foi noticiado que o Ministério Público Federal na Bahia (MPF-BA) abriu um inquérito para apurar a suspeita de uso indevido de recursos do Fundef [atual Fundeb] (ver aqui). A suspeita é que a ex-gestora usou R$ 44 milhões, dos R$ 65 milhões recebidos, para despesas com previdência, compra de ônibus e pagamento de servidores. 

Segundo a ex-prefeita, a aquisições de ônibus e pagamento de servidores foram autorizadas pela presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) da época, Maria do Socorro. Os fatos ocorreram em 2016. Sobre gastos com previdência, Soares respondeu que foi dada a opção de o Município pagar a dívida que tinha no setor à vista, o que possibilitou “contrair novos investimentos, bem como a plena regularidade do recolhimento das contribuições sociais dos servidores da educação para que não suportasse nenhum prejuízo no advento da aposentadoria”, diz trecho da nota. 

Maria de Fátima declarou ainda que teve todas as contas aprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-BA) durante os oitos anos que esteve à frente da prefeitura.


Categorias

Bahia Curiosidades Política

Enquete


PodCast