Cidades


Notícias



Colunistas


Notícias

Caso Geddel: Proprietário de apartamento presta depoimento

Em depoimento prestado na tarde desta segunda-feira (3), o empresário Silvio Antônio Cabral da Silveira, proprietário do apartamento onde a Polícia Federal (PF), disse que "não tem novidade" e que disse apenas "o que já havia falado na Polícia Federal", ao deixar a Seção Judiciária do Estado da Bahia, localizada no Fórum Teixeira de Freitas, no bairro de Sussuarana, em Salvador. 

A quantia de R$ 51 milhões e atribuída ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), foi encontrada pela PF no apartamento que o pertence. Silvio Antônio se pronunciou na condição de testemunha de acusação e prestou depoimento por cerca de uma 1h30.

No primeiro depoimento, o empresário afirmou à PF que havia emprestado o apartamento a Lúcio Vieira Lima, irmão de Geddel, para que a família pudesse guardar os pertences do pai deles, o ex-deputado federal Afrísio Vieira Lima, que morreu no ano passado. 

Outras duas testemunhas também prestaram depoimento: a administradora do prédio onde estavam localizadas as malas com dinheiro, Patrícia Santos Queiroz, e a funcionária do deputado federal Lúcio Vieira Lima, Marinalva de Teixeira Jesus. Na ordem, Marinalva foi a primeira a depor nesta tarde. Ela permaneceu na sala por cerca de 40 minutos. Ao deixar as dependências do Fórum, ela disse apenas que não sabia porque havia sido convocada e que trabalha com a família há 21 anos.Foto divulgação Polícia Federal, Matéria, Tribuna da Bahia. 


Categorias

Bahia Curiosidades Justiça Polícia Política Recôncavo

Enquete


PodCast