Cidades


Notícias



Colunistas


Notícias

Turistas celebram a Festa da Boa Morte, Cachoeira-BA

Uma das mais importantes celebrações do calendário religioso baiano, a Festa de Nossa Senhora da Boa Morte acontece a partir desta segunda-feira (13) e prossegue até 17 de agosto, no município de Cachoeira, no Recôncavo baiano. A festa te o apoio da Secretaria do Turismo da Bahia

Patrimônio Imaterial da Bahia, a Festa da Boa Morte é realizada desde o século XIX, atraindo turistas pela originalidade de suas características. Há mais de dois séculos, o culto a Nossa Senhora é transferido de mãe para filha, por 23 mulheres negras. Para fazer parte da Irmandade, elas precisam ter mais de 50 anos e serem descendentes de africanos.

“Os festejos da Boa Morte atraem muitos olhares porque contam a história de mulheres negras que conquistaram espaço e recursos financeiros com os quais decidiram se unir para comprar a liberdade daqueles que ainda eram mantidos como escravos”, enfatiza o secretário estadual do Turismo, José Alves. “Com muito trabalho, perseverança e fé, elas criaram a confraria religiosa responsável pela alforria de inúmeros escravos”. 

Irmandade

Integrante da Irmandade da Boa Morte, Celina Sala comemora a chegada dos milhares de turistas: “Os hotéis da cidade estão todos lotados”, afirma. De fato, a Pousada do Convento do Carmo, uma das mais tradicionais de Cachoeira, é uma das que terão plena ocupação do total de 26 quartos. 

Hotelaria

Pousadas como Pai Thomaz e Treze de Março já não dispunham de vagas desde a última semana. “Estamos com 100% de ocupação nos apartamentos no período de 12 a 17 de agosto”, informa Daniel Santana, um dos proprietários da Pai Thomaz.

“Nosso restaurante está com muitas reservas. Para o dia 15, por exemplo, está lotado”, disse Santana. Na pousada, três quartos serão ocupados por hóspedes americanos. Outros cinco vão receber espanhóis, trazidos por uma agência.

“Graças a Deus estamos com a casa cheia do dia 13 ao dia 17, este ano todas as pousadas daqui estão cheias”, disse Angélica Magalhães, recepcionista da pousada Treze de Março, que possui 16 apartamentos. 

São Félix

Na cidade vizinha de São Félix, separada de Cachoeira apenas pelos 365 metros da ponte Imperial Dom Pedro II, a ocupação hoteleira também beira os 100%. “Temos apenas cinco dos 23 apartamentos a preencher, mas acredito que até o início da festa estará lotado porque a procura tem sido grande”, afirma a recepcionista Arilene Argolo, da pousada Paraguaçu. 

Tradição

A programação da Festa de Nossa Senhora da Boa Morte é marcada por missas, procissões, ceias, samba de roda e festejos que incluem fartura de comidas típicas, principalmente cozido e caruru. Matéria, Diário do Nordeste. Inserção de fotos arquivo da Tvsaj.com.br.

 


Categorias

Brasil Curiosidades Eventos Recôncavo Religiões Religiões Africanas Turismo

Enquete


PodCast