Cidades


Notícias



Colunistas


Notícias

Bahia e Juazeirense ficam no 0x0 pela semifinal do Baiano

Difícil tirar qualquer conclusão do jogo deste sábado (17). A péssima condição do gramado do estádio Adauto Moraes torna o futebol um esporte à parte, em que a bola tem que circular imperiosamente pelo ar, limitando a ação do atleta.

Na última vez em que esteve em Juazeiro, pela primeira fase, o Bahia usou da bola aérea para virar o placar em 2x1. Neste jogo de ida da semifinal, nem isso aconteceu. Júnior Brumado, lesionado, não pôde jogar, e o tricolor sentiu a falta do seu atacante mais alto.

O resultado foi mais um jogo feio, muito aquém do que se espera de uma semifinal de Campeonato Baiano. Um 0x0 que dá boa vantagem ao Bahia, que vai decidir a vaga na final na Fonte Nova, no próximo domingo (25), às 16h, com a vantagem de outro empate.

A verdade é que a própria Juazeirense se prejudica com o gramado. Jogando na defesa ante o favorito, a equipe teve alguns contra-ataques atrapalhados por um domínio errado por causa do campo.

Mas o Bahia insistiu, e tentou buscar o gol pelo chão. A primeira chance veio aos seis: Kayke cruzou da esquerda, Vinícius dominou com dificuldade e chutou em cima do volante Júnior Gaúcho.

Aos 37, a Juazeirense respondeu. Depois de uma jogada de bola parada, ela ficou com o zagueiro Eron na entrada da área. Ele demorou a dominar e chutou colocado: Douglas fez bela defesa.

Era difícil dominar a bola. E isso pesou para Marco Antônio: aos 45, o atacante de 20 anos, que estreou como titular, recebeu na área e chutou de pé trocado. Saiu fraquinho e Tigre pegou.

O futebol seguiu prejudicado na etapa final. Só animou nos dez minutos finais, com a outra arma possível, os chutes de longe. Aos 35, Vinícius experimentou de longe e a bola raspou a trave.

No primeiro chute de primeira do jogo, a chance mais clara. Aos 40, Sassá completou com estilo cruzamento da esquerda e carimbou o travessão de Douglas. Foi só.Correio da Bahia


Categorias

Bahia Esporte e lazer

Enquete


PodCast