Cidades


Notícias



Colunistas


Notícias

Ex-médico do Bayern de Munique faz duras críticas a Guardiola

Doutor Müller-Wohlfahrt, que se demitiu após 38 anos no clube, disse que treinador tem "baixa autoestima" e "constante medo de perder autoridade".  O médico alemão Hans-Wilhelm Müller-Wohlfahrt pediu demissão do Bayern de Munique em 2015, após 38 anos a serviço do clube, por desavenças com o técnico Pep Guardiola. Três anos depois, o doutor decidiu contar esta história em um dos capítulos de sua autobiografia que será lançada em breve. O diário Bildteve acesso a alguns trechos que relatam a total quebra de confiança na relação entre Müller-Wohlfahrt e Guardiola, hoje técnico do Manchester City.  “Creio que Guardiola seja uma pessoa com baixa autoestima e que faz de tudo que esteja a seu alcance para esconder isso das pessoas. Ele parece viver em constante medo de perder poder e autoridade”, atacou Müller-Wohlfahrt.

O médico se cansou de ser apontado como culpado pelo treinador pelo excesso de lesões na equipe. “Ele me via como um subordinado a quem poderia recorrer a qualquer hora do dia. Por um lado, ele não se interessava pela parte médica, mas por outro, esperava de nós autênticos milagres.”

Müller-Wohlfahrt relatou o dia em que perdeu a paciência com o treinador catalão, que reclamava do longo período de recuperação de seus atletas. “Gritei com Guardiola e bati com tanta força na mesa que fiz os pratos e copos tremerem. Foi a primeira vez que perdi a compostura. Não conseguia entender como um treinador que tinha de idade o que eu tinha de anos na profissão, não levasse em conta a minha experiência.”
Na época, o jornal alemão Spiegel informou que “Guardiola importunou tanto o Dr. Müller-Wohlfahrt que ele pegou seu chapéu e decidiu ir embora de um dia para o outro”. O diário ainda tratou o médico, que também trabalhou na seleção alemã e foi campeão do mundo no Brasil em 2014, como “um ícone do clube bávaro”. Veja

 


Categorias

Comportamento Curiosidades Esporte e lazer Saúde

Enquete


PodCast