Cidades


Notícias



Colunistas


Notícias

Carne do sol de Castro Alves é destaque em Festival de Economia Solidária

A famosa carne do sol de Castro Alves atravessou as fronteiras do Recôncavo Baiano e se destacou na capital do estado. A iguaria foi utilizada pela Chef Rosa Gonçalves durante uma aula show no Festival de Economia Solidária realizado pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) do governo do estado.

Cobiçada por muitos, a carne do sol do produtor castroalvense Fernando Nobre, conhecido como Nando de Baé, foi sucesso no último dia do evento que reuniu empreendimentos solidários de 13 territórios de identidade da Bahia. O festival aconteceu na praça de serviços do Salvador Shopping, entre 15 e 28 de fevereiro.

A participação do município no evento foi articulada através das parcerias da sala do empreendedor de Castro Alves com a Setre e o Centro de Economia Solidária do Território do Recôncavo da Bahia (Cesol Recôncavo). Para a gestora da sala do empreendedor em Castro Alves, Tassia Ribeiro, o evento foi uma oportunidade ímpar para a divulgação do produto típico daquele município.

“O festival foi uma importante oportunidade de apresentarmos a carne do sol de Castro Alves para toda a Bahia. A chef Rosa Gonçalves, que ministrou a aula show de gastronomia, elogiou bastante o nosso produto e, com isso, conseguimos atingir um grande público que sequer tinha conhecimento que Castro Alves produz uma carne do sol com tamanha qualidade”, destaca.

“O nosso trabalho é focado em expandir as potencialidades do município e com isso fortalecer a economia local gerando mais desenvolvimento e a carne do sol, sem dúvida, é um produto que merece destaque nesse cenário”, acrescenta a gestora.

O gerente regional do Sebrae em Santo Antônio de Jesus, Carlos Henrique Oliveira, chama a atenção para o papel das salas do empreendedor na região no âmbito do desenvolvimento empresarial. “A sala do empreendedor assume um papel muito importante de fortalecer o atendimento do Sebrae para microempreendedores individuais e micro e pequenas empresas. Isso faz com que o cliente deixe de se deslocar para receber um primeiro atendimento do Sebrae, o que é um facilitador para os empresários de diversas cidades da região”, lembra. Agência Sebrae de Notícias Bahia. Por Rafael Lops. 


Categorias

Bahia Curiosidades Economia - Negócios

Enquete


PodCast