Cidades


Notícias



Colunistas


Notícias

Nova ministra do Trabalho já foi condenada por violação da lei trabalhista

Uma nova polêmica traz novamente o nome da nova ministra do Trabalho, a deputada Cristiane Brasil (PTB), no centro das atenções. De acordo com informações do jornal Estadão, ela foi condenada a pagar R$ 60 mil por violar a lei trabalhista, em processo movido por um motorista no ano de 2016. Fernando Fernandes recorreu à Justiça do Trabalho sob alegação de que trabalhava 15 horas por dia exlusivamente para a deputada e seus filhos sem carteira assinada, entre os anos de 2012 e 2014. Ele declarou que recebia os valores de R$ 1 mil em espécie e outros R$ 3 mil em conta bancária.A sentença foi confirmada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT1) e a decisão em primeira instância foi expediada pelo juiz Pedro Figueiredo Waib, que considerou que o profissional deveria receber gratificações como férias, aviso prévio e gratificações natalinas. 

No processo, a parlamentar se defendeu e alegou que o motorista “exercia tão somente trabalho eventual” e que ele “não era e nem nunca foi seu empregado”.Cristiane também já foi citada em delação da Odebrecht como beneficiária de caixa dois de campanha, no valor de R$ 200 mil.


Categorias

Brasil Comportamento Curiosidades Justiça Política

Enquete


PodCast