Cidades


Notícias



Colunistas


Notícias

Justiça determina que Ebal reintegre funcionários da Cesta do Povo

A Justiça baiana determinou que a Empresa Baiana de Alimentos (Ebal) reintegre mais de 1,7 mil funcionários à rede de supermercados Cesta do Povo. Os trabalhadores foram demitidos em 2014. A sentença foi publicada na terça-feira (19) e ainda cabe recurso.A ação civil pública, movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), pede que o Estado negocie coletivamente um acordo, em que se tenha o reaproveitamento, extensão de benefícios e outros ajustes que reduzam os impactos sociais causados pela dispensa de trabalhadores de 197 lojas fechadas no estado.

Segundo o MPT, a ação foi motivada por uma denúncia sigilosa em setembro de 2015, já que, em função do processo de privatização, a Ebal teria feito demissões em massa sem realziação de audiência pública.Conforme o edital de desestatização, a empresa que obtivesse os direitos da companhia manteria somente 50% das lojas e 50% dos funcionários. O problema, de acordo com o MPT, é que não houve qualquer negociação ou acordo.Os funcionários readmitidos não vão receber o pagamento do tempo em que ficaram afastados.


Categorias

Bahia Curiosidades Justiça Política

Enquete


PodCast