Cidades


Notícias



Colunistas


Notícias

Em jogo de quatro gols, Bahia e Atlético-MG empatam na Arena Fonte Nova

Um jogo movimentado, aberto e cheio de emoção. Foi assim que Bahia e Atlético-MG empataram em 2 a 2 na noite deste domingo (12), na Arena Fonte Nova, pela 34ª rodada do Brasileirão. O time mineiro saiu na frente com Robinho e o Esquadrão chegou a virar a partida com dois gols de Edigar Junio, mas o mesmo Robinho decretou a igualdade em Salvador. 

Com o resultado, o Bahia foi aos 46 pontos e ocupa o nono lugar da competição nacional. A equipe de Paulo Cézar Carpegiani, que ainda sonha com a classificação à Libertadores, volta a jogar na próxima quinta-feira (16), contra o Santos, novamente na Arena Fonte Nova. 

O JOGO 

Embalado pelo apoio da torcida e sonhando com a Libertadores, o Bahia começou em cima do Atlético-MG. Logo no primeiro minuto, Edigar Junio recebeu bola de Zé Rafael e bateu para o gol. Victor defendeu com facilidade. 

Robinho marca o primeiro gol do jogo 

Aos quatro minutos, o Galo surpreendeu e abriu o placar na Arena Fonte Nova. Após passe de Valdívia, Robinho ficou livre de frente para Jean e bateu firme para balançar a rede. Com nove minutos, o Galo voltou a assustar com Otero, que bateu falta perigosa e forçou Jean a espalmar para o lado.  

Com maior posse de bola, o Bahia começou a chegar aos poucos na área do Atlético. Aos 19, Eduardo avançou pelo lado direito, cruzou e Edigar Junio não completou por pouco. Quando o relógio marcava 28, Allione avançou a partir da intermediária e mandou uma bomba de longe, que passou ao lado da meta de Victor. 

Mendoza perde grande chance 

Aos 35 minutos, Zé Rafael deu grande passe para Mendoza,que ficou de frente para Victor, finalizou e a bola foi para fora. Aos 38, Zé Rafael fez bom jogada dentro da área, mas pegou mal ao bater com a perna esquerda e a bola passou longe do gol. 

Antes do fim da primeira etapa, o Atlético-MG chegou com perigo. Após escanteio, Rafael Moura cabeceou e Jean, bem posicionado, defendeu. 

Segundo tempo 

No primeiro minuto da segunda etapa, Otero chutou de trás do meio de campo e quase surpreendeu o goleiro Jean, que estava adiantado no lance. Logo na sequência, o Bahia chegou forte. Allione fez grande jogada dentro da área e serviu Mendoza, que finalizou e viu a bola bater na rede externa do gol de Victor. 

Aos seis minutos, o Bahia voltou a arrancar suspiros do seu torcedor. Depois de cobrança de escanteio por Juninho, Edigar Junio cabeceou e a bola passou perto. 

Um minuto depois, Edigar Junio fez jogada pelo lado direito e cruzou para Zé Rafael, que foi derrubado por Bremer dentro da área e a arbitragem acusou a penalidade máxima. Na cobrança, Edigar Junio deslocou o goleiro Victor e finalizou com força para estufar os barbantes nas cores azul, vermelho e branco. 

Logo na sequência, o Bahia quase marcou o gol da virada com Mendoza, que foi acionado no lado esquerdo da grande área e chutou para rebatida de Victor. Aos 16, o mesmo Mendoza recebeu lançamento, dominou e bateu por cima da meta. 

Edigar Junio marca o gol da virada 

A fase de Edigar Junio é mágica. Aos 18, o atacante recebeu um cruzamento de Juninho, cabeceou para o chão e venceu o goleiro Victor. Por um minuto, o gol ficou em dúvida com a equipe de arbitragem, mas logo o juiz Raphael Claus confirmou o nono gol do camisa 11 em dez partidas. Robinho empata a partida 

Aos 28 minutos, Robinho voltou a aprontar dentro da Arena Fonte Nova. Ele recebeu lançamento de Luan dentro da área, dominou com facilidade e bateu de primeira, sem dar chances para Jean. 

O Bahia teve uma boa chance para marcar o terceiro com Edigar Junio, que recebeu na entrada da área, passou pelos defensores e finalizou para uma boa defesa de Victor. 

Nos acréscimos, o Bahia quase chegou ao gol com Régis, que bateu desviada e a bola passou muito perto. 

FICHA TÉCNICA
Bahia 2 x 2 Atlético-MG
Campeonato Brasileiro – 34ª rodada
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 12/11/2017
Horário: 17h (Horário da Bahia)
Árbitro: Raphael Claus (FIFA-SP)
Assistentes:  Daniel Paulo Ziolli e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral e Vinicius Furlan (ambos de SP)

Cartões amarelos: Zé Rafael (Bahia) / Matheus Mancini, Otero, Luan e Valdivia (Atlético-MG)

Gol: Edigar Junio (duas vezes) (Bahia) / Robinho (duas vezes) (Atlético-MG) 
Bahia: Jean; Eduardo, Tiago, Thiago Martins e Juninho Capixaba; Renê Júnior; Allione (Régis), Juninho, Zé Rafael e Mendoza; Edigar Junio. Técnico: Paulo Cézar Carpegiani 

Atlético-MG: Victor; Yago (Marlone), Bremer, Matheus Mancini e Fábio Santos; Roger Bernardo e Elias; Otero (Luan), Valdívia (Gustavo Blanco) e Robinho; Rafael Moura. Técnico: Oswaldo de Oliveira


Categorias

Bahia Esporte e lazer

Enquete


PodCast