Cidades


Notícias



Colunistas


Notícias

Produtores rurais de S.A. de Jesus visitaram instalações da indústria de chocolate BARRY CALLEBAUT, nessa sexta-feira, 29, em Ihéus-BA

Por ANTONIO MASCARENHAS

Numa iniciativa da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, sob o comando de Fátima do Benfica, na gestão municipal Rogério Andrade, em Santo Antonio de Jesus-BA, foi realizada, nessa sexta-feira, 29, uma visita, por parte da titular, integrantes da pasta, bem como produtores rurais (dentre eles, presidentes de associações comunitárias) aos viveiros de mudas de cacau e  às instalações da BARRY CALLEBAUT, sediada em Iguape, Ilhéus-BA, empresa  que integra o conglomerado de 52 indústrias de cacau e chocolate, fazendo negócios  em 131 países, empregando mais de 10.000 pessoas. Empresa que atende indústrias de alimentos  de fabricantes para usuários profissionais de chocolate (como chocolateiros, pastelarias ou padarias), para revendedores globais, além, naturalmente, de um leque se serviços no que concerne ao  desenvolvimento de produtos, processamento, treinamento e marketing.

Coube a Selma, gerente da filial da empresa em Mutuípe-BA,  ela, que diga-se de passagem, desempenha um meritório trabalho na região do vale do Jiquiriça, intermediar os entendimentos para que tal visita pudesse ser materializada. Logo após serem muito bem recebidos pelos técnicos agrícolas Fabiano Santana e Rodrigo Chastinet e outros membros da equipe, os visitantes receberam informações sobre as técnicas de produção de mudas de cacau, dentre elas, as que estão sendo implantadas,a título de experimento (todavia com excelentes resultados), a partir de técnicas já utilizadas no Equador. 

LOGÍSTICA OPERACIONAL

Produzindo numa área bastante ampla, a Barry Callebaut tem capacidade de processar mais de 60 mil toneladas/ano de chocolate, graças a uma logístico-operacional disponível. Graças a essa impetuosidade empreendedora, a empresa vem ampliando, paulatinamente, sua capacidade de produção, de maneira a atender, a contento, a demanda reinante, não apenas no Brasil mas, também, nos demais países em que atua. E, nesse processo de expansão, já dispõe de filiais de compra de cacau, além de Ilhéus, nos municípios de Camacan, Coaraci, Gandu, Ilheus, Itabuna, Mutuipe, Ubaitaba, Altamira (PA), Ouro Preto do Oeste (RO) e Linhares (ES). 

A CONSTANTE PREOCUPAÇÃO COM HIGIENIZAÇÃO E  PREVENÇÃO DE ACIDENTES

Além capitação e a valorização do seu quadro de empregados, a empresa exerce o mais rígido monitoramento das atividades, em todos os setores operacionais, principalmente, na área de industrialização do chocolate, seja no tocante à higienização, seja no que concerne ao cumprimento das normas de segurança de seus funcionários, bem como de visitantes, a exemplo dos integrantes da caravana egressa de Santo Antonio de Jesus. 

Após recepcionados por Thiago Santos, Coordenador de Sustentabilidade, Alana, Alessandre Del Passo, Marcos Tavares, Gabriel Aguiar, Marcelo Silva, Shirlene Pitta (Gerente de RH) e Rodrigo Chastinet, a Secretária Fátima, o Diretor Dema do Leite e todos os visitantes receberam orientações acerca dos procedimentos necessários durante a visitação às instalações da indústria, para, em seguida, receberam equipamentos de proteção (botas, protetores auriculares, óculos, capacetes, luvas e "avental fechado".  Não puderam, naturalmente, produzir fotografias no interior da indústria, por conta das normas de prevenção. 

DESMISTIFICANDO CONCEPÇÕES ERRÔNEAS A RESPEITO DO CULTIVO DE CACAU

Em entrevista exclusiva à Tvsaj, momentos antes da visitação às dependências  da indústria,o técnico agrícola Rodrigo Chastinet teceu sobre considerações sobre a visita que ora se realizava, assim como falou sobre os experimentos que aqui estão sendo realizados na confecção de mudas de cacau. Assim como o fez, quando de seus relatos acerca das concepções de que cacaueiros deveriam ser sempre "cobertos", ele argumentou de que cacau, na verdade, gosta de sol. Excesso de sombra pode favorecer a atração de pragas, dentre elas a tão temida "vassoura de bruxa". Sobre a questão de que determinados municípios não produziriam cacau, em face do clima mais seco, declinou de que qualquer terreno pode favorecer o plantio e que, mais que isso, podem ser feitas correções de solo. 

POLÍTICA DE EXPANSÃO 

Também entrevistado pela Tvsaj, Thiago Santos, coordenador de sustentabilidade da Barry Callebaut no Brasil, viu com muito entusiasmo a visita dos produtores rurais interessados em dar prosseguimento no plantio e comercialização do cacau, destacando a importância da iniciativa da Secretaria de Agricultura de S.A.Jesus, assim como discorreu sobre a exitosa experiência na confecção de mudas de cacau e o interesse da empresa em dar prosseguimento a sua politica de crescimento, dando incentivo aos produtores, significando, naturalmente, aumento de divisas, com geração de emprego e renda. Fotos Antonio Mascarenhas. Veja mais fotos em LEIA MAIS e, TODAS, no link FOTOS, no topo do site www.tvsaj.com.br. Publicaremos entrevistas. 

 

 

 

 


Categorias

Agricultura - Meio Ambiente Bahia Comércio - Indústria Curiosidades Eventos

Enquete


PodCast