Cidades


Notícias



Colunistas


Notícias

Homenagem ao Dia Internacional de África, na Câmara de Vereadores, em S.A.JESUS

Por ANTONIO MASCARENHAS

A Câmara de Vereadores de Santo Antonio de Jesus foi o local escolhido para realização do evento "Plenário Internacional Dia de África", numa iniciativa do Movimento de Promoção de Igualdade Étnica Social, em parceria com o "Movimento Tendo Fé, Sou candomblé", sob a presidência de Marcelo Santos, em sessão especial da egrégia casa legislativa e a Câmara de Vereadores e a CEPI (Comissão Especial de Promoção da Igualdade da Assembleia legislativa da Bahia, através do seu presidente, Deputado Bira Corôa. Evento que superou expectativas, seja pela participação dos convidados, seja pela qualidade dos pronunciamentos efetuados.

Compondo a mesa, Bira Corôa (Deputado Estadual), Wilson Matos (UNEB), Denilson Lessa (AFROUNEB), Mestre Roque (Capoeira), Nilton de Ossain (babalorixá), Nilza de Oxum (Ialorixá), Denise (professora UFRB), Marcelo Santos (ativista cultural) e os vereadores Luiz do Alto, Dr. Francisco Freire, Chico de Dega, Délcio Mascarenhas, Dema do Leite e Fátima do Benfica. Também presentes, Deni e Jack Cortes, Chico Fortaleza, Edilson, Lane e outras personalidiades da sociedade local.

Coube ao professor Denilson Lessa (AFROUNEB) proferir palestra audiovisual, pertinente à temática, oportunidade em que mostrou toda uma riqueza cultural que vem sendo transmitida às gerações, na culinária, nas indumentárias, na música, nos costumes, etc. Também foi alvo de enfoque toda uma história de luta dos negros, não apenas pela conquista de direitos naturais mas, sobretudo, no que concerne ao constante enfrentamento relacionado ao preconceito, ao estigma no seio da sociedade.

Uma palestra, deveras, importante, na medida em que procurou preparar as pessoas para, no dia a dia, contribuírem para a erradicação paulatina de toda essa carga de preconceitos que, infelizmente, mostra que, em que pese discursos fantasiosos, a realidade é bem outra. Uma realidade que vilipendia o existencialismo onde direitos e deveres deveriam ser iguais, não necessitando, por conseguinte, de movimentos dessa magnitude. Fotos Antonio Mascarenhas.


Categorias

Bahia Comportamento Curiosidades Eventos Política Recôncavo Religiões Africanas

Enquete


PodCast