RICARDO MOURA, prefeito de Valença, vivenciou a pujança do sincretismo religioso, durante a procissão de Iemanjá, em Guaibim, VALENÇA