Esposa sedava empresário e usava terreiro de umbanda para desviar fortuna de R$ 27 milhões, diz MP