STJ reconhece rescisão de contrato com provedora de internet sem multa